União.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010
OLÀ pessoas da Ilha, oia eu aqui mais uma vez, agora com um conto que eu fiz, que está muito legal, espero que gostem :D. Comentem, falem se gostaram, e vejo vocês dps.

"Eles estavam se encarando a horas, um podia sentir o coração do outro, e ambos sabiam o que deveriam fazer ali, ambos sabiam que apenas um poderia viver, só um.
Um nasceu em glória, em uma noite tão iluminada quanto o próprio dia,
Sagrado.
Outro nasceu em escuridão, uma noite negra, destinado a morte,
Profano.
Viveram um desejando algo do outro, sabiam, que enquanto um vivesse outro morreria, era assim que eles entendiam, apenas UM poderia viver.
Agora estavam ali, um na frente do outro, um querendo algo do outro, mas sem saber o que era.
Num instante, eles sentiram que quando perto um do outro, eles podiam se completar, podiam se torna UM e perceberam que não estavam destinados a se destruirem, mas a se unirem.
Então se fez, a noite escura se juntou ao dia e assim o Profano e o Sagrado puderam viver como um, puderam viver em paz, e se completaram, um com uma parte do outro se tornando apenas
UM."




5 comentários:

Rafael disse...

nossa! adoro ouvir ou ler contos e historias
um dia vo querer ler tds os contos que tem nesse blog, só q agora, pra ser sincero, nao to com vontade ler
.---.
rsrs

Anônimo disse...

Muito bom esse conto, gostei demais.

Luanne de Cássia disse...

muito bonito. Parece ate parte daqueles livros que de tão profundos marcam época sabe?
Tipo Romeu e Julieta
:D

Anônimo disse...

Eu já vi isso em algum lugar...teve alguma inspiração ou copiou isso?

Luisao disse...

Copiei não, inspiração claro crio os contos inspirado em algo, no caso do conto, foi o Yin-Yang, a imagem está na postagem.

Obrigado pelas postagens pessoal.